terça-feira, julho 17, 2007

 

"O Paradigma de WIRT"



quarta-feira, setembro 06, 2006

 

Story versus Tale

quem é que sabe a diferença entre 'story' e 'tale'?p.s.- e já agora, qual a melhor maneira de se decidir por 'uma', ou por 'outra'?

sexta-feira, setembro 01, 2006

 

mensagem = sentimentos

AS 20 EMOÇÕESPânicoMedos anormaisIsolamentoSolidãoAborrecimentoRessentimentoCulpaDepressãoRelações cortadas ou forçadasRaivaAnsiedadeBaixa auto-estimaDorDesesperoFadigaTensãoPensamento negativo e obsessivoPreocupaçãoComportamento compulsivoCiúme

quinta-feira, agosto 31, 2006

 

só ao fim de 6 revisões é que descobri

Decedi - em vez de fazer a revisão completa ao meu texto, como a vinha fazendo - criar um novo TRATAMENTO COM ESTRUTURA, só com 20 cenas (Tale).E, com isso, iniciar 'outro' texto, usando o texto antigo.O motivo: a mensagem.Nota - só ao fim de 6 revisões é que descobri a dita mensagem.

quarta-feira, agosto 30, 2006

 

o desequilíbrio da mensagem

Nos manuais de ‘escrita criativa’ dizem-nos sempre para escrevermos sobre coisas que parcialmente entendemos!Cheguei à conclusão que isso se resume a uma única ‘coisa’ – a mensagem.Depois de se saber fazer o Relatório para o TRATAMENTO COM ESTRUTURA podemos escrever sobre ‘qualquer coisa’......Desde que haja uma mensagem. Se não houver uma mensagem o resultado é a ‘Margarida Rebelo Pinto’. Se pusermos a mensagem é um José Luís Peixoto, acho eu porque não li nenhum livro ‘dele’. Mas dizem que é ficção literária e ‘isso’ pressupõe que tem a mensagem!A mensagem, meus senhores, não é o ‘carácter’ (propósito), a ‘premissa’ (tema) ou a ‘questão’ (enredo) e nem a ‘preocupação’ (história).É sim, ‘o Autor estar ciente da mensagem’. (Dramatica, página 13)Depois vem, ‘claro’, ‘o desequilíbrio que começou a história’.A palavra chave para estar ciente da mensagem é o DESEQUILÍBRIO.Pode haver um desequilíbrio, antes ou depois do Relatório, para o Tratamento com Estrutura estar feito.O desequilíbrio da mensagem é muito simples (ou literal), por exemplo: Sexo, religião ou história. E, daí, pode advir ‘a motivação que dá à personagem a força para se “mover”.’ (Dramatica, página 63)Só então é que se pode escrever o texto. -- Ou seja, por outras palavras, evitar grandes revisões e literatura light.Com amor, Luís Santana

terça-feira, agosto 29, 2006

 

Os 5 emails + LISTA DE CONTROLO de revisões

Olá pessoal.Neste momento são 13:16, sábado, 11 de Fevereiro de 2006.Em frente ao meu computador, onde me encontro a escrever, colado na parede com ‘blue tag’, está um papel verde alface que diz “...«NOT» witholding information, ...”, e logo por baixo alinhados na horizontal estão 5 emails que eu imprimi.Os 5 emails estão por ordem cronológica, e são respectivamente, da esquerda para a direita;Paulo Coelho, António Martins Tuválkin, António de Macedo; António de Macedo, António Martins Tuválkin.Estou seguindo ‘religiosamente’ os realces a marcador fluorescente que pus nos emails.No 1º email está realçado ,No 2º email está realçado ,No 3º email está realçado ,No 4º email está realçado ,O 5º email não está realçado. Além dos conselhos amavelmente cedidos que tenho a honra de enumerar encima, também elaborei uma nova ‘Lista de Controlo’ de revisões, que passo a citar:-- LISTA DE CONTROLO --1. 4 eventos2. ligeiramente, moderadamente, largamente negativo ou positivo3. jornada4. a questão5. a paixão dominante6. a premissa7. as dimensões8. o desequilíbrio que começou a história9. quem és tu? O qué que fazes?10. signpost11. as 20 emoções12. geral13. Jorginho14. Agora15. impacto Com amor, Luís Santana 14:00

segunda-feira, agosto 28, 2006

 

doutoramento em ficção

...Acho que quando acabar as revisões, o texto final, será a minha 'tese de doutoramento'.É um trabalho imenso e só espero que o resultado seja 'bom'.

 

para os Autores na lista

'como é que vocês pôem a mensagem na vossa ficção?'

This page is powered by Blogger. Isn't yours?